quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Número de mortos pela PM paulista em 2015 é maior do que em ano de confrontos com PCC

De acordo com dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP), mesmo com a queda da letalidade policial registrada em 2015, número de mortos por policiais no ano supera os dos confrontos com o PCC em 2006.

Naquele ano, após ataques do crime organizado, a reação da PM elevou a letalidade policial, tornando-se um marco: a atuação da Polícia Militar levou ao surgimento das Mães de Maio, movimento que faz referência ao mês onde a maior parte das mortes ocorreram e que exige a investigação e punição para uma série de homicídios promovidos pelas forças de segurança pública cujas circunstâncias ainda não foram esclarecidas.  

Até novembro de 2015, foram registradas 532 mortes por intervenção de PMs em serviço, número superior às 495 mortes de 2006, ano dos ataques do PCC. Em comparação com 2014, entretanto, quando no mesmo período 610 mortes foram notificadas, houve queda de 12,8%.

Os registros de mortes por intervenção policial não consideram aquelas provocadas por policiais civis nem militares de folga. Também não são registrados os homicídios dolosos cometidos por agentes de segurança, como o caso da maior chacina de São Paulo, com 23 mortos em Osasco, Barueri, Carapicuíba e Itapevi.

LEIA MAIS EM http://www.brasildefato.com.br/node/33829

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE AQUI O SEU RECADO DEMOCRÁTICO!!!

Atenção: O espacodemocratico3.blogspot.com.br não se responsabiliza por opiniões aqui expressas; pela autenticidade dos comentários e menos ainda por ilações que internautas façam em relação a outros comentários ou comentaristas. As opiniões aqui expressas não refletem, obrigatoriamente, a opinião do blog espacodemocratico3.blogspot.com.br. Este é um espaço democrático e aberto a todos que queiram manifestar suas opiniões. Comentários ofensivos ou de baixo calão serão sumariamente deletados.

RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES