terça-feira, 10 de maio de 2016

Economia de comunhão também acaba em pizza

Em abril deste ano, o empresário amazonense Rogério Cunha, dono de uma pizzaria em Manaus, orgulhou-se de completar, junto com a esposa, o 22º aniversário de seu negócio. Uma conquista notável para qualquer empresário, sobretudo em tempos tão sombrios para o empreendedorismo. O feito de Rogério, no entanto, não tem apenas o sabor de conquista pessoal, mas traz uma longa história de promoção humana e valorização dos relacionamentos no dia a dia do ambiente de trabalho.

 Adepto do projeto Economia de Comunhão desde que fundou a Loppiano Pizza, em 1994, Rogério conta que um dos desafios de pôr em prática uma nova mentalidade empresarial está na atenção aos funcionários, aos clientes e aos fornecedores. Essa atenção se traduz em pequenas práticas que às vezes geram grande impacto na vida cotidiana dessas pessoas. “Temos duas unidades uma ao lado da outra. Uma é o restaurante e a outra é o delivery [entrega em domicílio]. A gerente do delivery é esposa do pizzaiolo aqui do restaurante. Por conta disso a gente combina para que as folgas dos dois caiam no mesmo dia, senão eles não conseguiriam estar juntos como família”, conta Rogério.

 Ao longo de mais de duas décadas de empresa, Rogério acumulou grande número de experiências baseadas na busca não apenas de bens materiais, mas sobretudo do que chama de “bens relacionais”, ou seja, da relação construída durante o processo de gestão. “A gente não abre mão de algumas ferramentas de aproximação e relacionamento com os funcionários”, ressalta. “Toda primeira quarta-feira do mês fazemos uma reunião geral e nessa reunião fazemos questão de ler a Palavra de Vida [comentário de um trecho do Evangelho] e depois damos a palavra para as pessoas contarem suas experiências. Às 14h30 temos esse momento e a partir das 15h tratamos de assuntos práticos. Fazemos isso em respeito a quem não quer participar do primeiro momento. Neste mês, por exemplo, vamos tratar a questão do desperdício. A gente sente que o essencial é isso. Não podemos perder o foco do que significa esse agir econômico”, afirma o empresário.  + em ANPECOM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE AQUI O SEU RECADO DEMOCRÁTICO!!!

Atenção: O espacodemocratico3.blogspot.com.br não se responsabiliza por opiniões aqui expressas; pela autenticidade dos comentários e menos ainda por ilações que internautas façam em relação a outros comentários ou comentaristas. As opiniões aqui expressas não refletem, obrigatoriamente, a opinião do blog espacodemocratico3.blogspot.com.br. Este é um espaço democrático e aberto a todos que queiram manifestar suas opiniões. Comentários ofensivos ou de baixo calão serão sumariamente deletados.

RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES