terça-feira, 28 de abril de 2015

VIGOREXIA

Uma nova pesquisa chegou para comprovar o que muita gente já sabia: homens competem entre si. Da mesma maneira que dizem que a mulher se arruma para outra mulher, homens querem ter o pênis maior, não para garantir a satisfação sexual de sua parceira, mas para fazer bonito no vestiário. Vai dizer que não faz sentido?

E isso não é algo engraçado. É triste, na verdade. É tão triste quanto ver mulheres que não conseguem se amar porque não fazem parte do grupo que se encaixa perfeitamente no padrão de beleza vigente. A maioria dos participantes do estudo sentia-se inseguro em relação ao peso, forma física e tamanho do pênis. Quando alguém se sente assim, procura maneiras de mudar o foco das coisas. Nós, mulheres, sabemos muito bem isso, já que em todas as revistas femininas lemos como disfarçar isso ou aquilo. A artimanha masculina é um pouco diferente e talvez mais perigosa: vigorexia. Isso mesmo, os homens ficam viciados em academia. Fonte (texto e imagem): YAHOO

Vigorexia é uma obsessão pelo corpo musculoso, considerada um transtorno dismórfico corporal caracterizado pela alteração da autoimagem.

Indivíduos com Vigorexia ou Síndrome de Adonis estão constantemente insatisfeitos com o próprio corpo e por isso praticam atividade física em excesso, ficando dependentes do exercício físico e obcecados por músculos.
Essa obsessão faz com que a pessoa dedique muito tempo à atividade física, podendo inclusive resultar em quadros depressivos. FONTE: http://www.significados.com.br/vigorexia/

Dificilmente se pode falar em causas para problemas como a vigorexia, uma vez que são inúmeras influências atuando na configuração do quadro. Entre essas influências, podemos citar a produção cultural de padrões rígidos de corpo belo e sadio, que exercem uma pressão significativa na forma como as pessoas se percebem. Além disso, essa pressão acaba por determinar a inserção ou não do sujeito na sociedade e nos grupos de seu interesse, dificultando o desenvolvimento da autoestima e da sociabilidade sadias.

A dependência com relação aos exercícios físicos pode ser entendida como vício, à medida que a prática de exercícios eleva o nível de endorfinas. Essa substância é responsável pela sensação de bem estar, por isso, pode provocar uma espécie de dependência química e emocional à prática física. Entre os grupos de risco, algumas pesquisas indicam que a vigorexia é mais comum em homens, com idade entre dezoito e trinta e cinco anos, podendo também ser observada em mulheres.

Alguns tipos de atividade física parecem ter relação com o desenvolvimento da vigorexia, entre eles, o fisiculturismo, e é muito comum que as pessoas confundam esse esporte com o transtorno. No caso da vigorexia, a prática de esportes está ligada a uma condição psicológica: o vigoréxico pratica seus exercícios para eliminar a ansiedade diante do corpo fraco, assim, é comum que, nos dias em que se vê impossibilitado de praticar exercícios ou diante de algum tipo de perda de massa, o vigoréxico se sinta extremamente culpado e fracassado. FONTE: http://www.brasilescola.com/psicologia/vigorexia.htm


Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE AQUI O SEU RECADO DEMOCRÁTICO!!!

Atenção: O espacodemocratico3.blogspot.com.br não se responsabiliza por opiniões aqui expressas; pela autenticidade dos comentários e menos ainda por ilações que internautas façam em relação a outros comentários ou comentaristas. As opiniões aqui expressas não refletem, obrigatoriamente, a opinião do blog espacodemocratico3.blogspot.com.br. Este é um espaço democrático e aberto a todos que queiram manifestar suas opiniões. Comentários ofensivos ou de baixo calão serão sumariamente deletados.

RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES