segunda-feira, 13 de junho de 2016

Certas palavras

Existem basicamente dois tipos de linguistas. Para ser um pouco mais específico, dois tipos de analistas do sentido de maneira geral. O espectro vai da filosofia da linguagem à analise do discurso (não necessariamente esta é uma linha reta, porque as questões se superpõem).

Em um extremo, estão os que pensam que as palavras se referem a coisas previamente existentes: existe um líquido insípido e inodoro a que chamamos “água” (se aquecida, “água quente”). Conceitos dão conta de classes de coisas: “árvore” pode ser um exemplo.

Para esse time, o mundo é estável.

No meio do caminho, estão os que gostam de destacar que há coisas diferentemente nomeadas em culturas diferentes. Por exemplo, há línguas que distinguem e outras que não dão nomes diferentes para cursos d´água que desembocam em outro curso d´água ou no mar, entre outros critérios. Segundo o Houaiss, por exemplo, igarapé é um “riacho que nasce na mata e deságua em rio”. Para algumas línguas, o critério é o tamanho do curso: daí “riacho”, “arroio”, “rio” etc.

Para esse time, o mundo é estabilizado de maneira diferente em cada cultura, o que se reflete mais ou menos na língua.

Continue lendo  #CiênciaHoje#

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE AQUI O SEU RECADO DEMOCRÁTICO!!!

Atenção: O espacodemocratico3.blogspot.com.br não se responsabiliza por opiniões aqui expressas; pela autenticidade dos comentários e menos ainda por ilações que internautas façam em relação a outros comentários ou comentaristas. As opiniões aqui expressas não refletem, obrigatoriamente, a opinião do blog espacodemocratico3.blogspot.com.br. Este é um espaço democrático e aberto a todos que queiram manifestar suas opiniões. Comentários ofensivos ou de baixo calão serão sumariamente deletados.

RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES